Translate

Clique no banner abaixo e veja em qual canal da TV aberta assistir à Rede Boas Novas em sua região.

Clique no banner abaixo e veja em qual canal da TV aberta assistir à Rede Boas Novas em sua região.
Seja SEMEADOR da Rede Boas Novas. Em Goiânia, canal 29 TV aberta. 24h transmitindo Jesus!

30 de outubro de 2010

EU SÓ POSSO IMAGINAR...


I CAN ONLY IMAGINE...
“Vejam como é grande o amor que o Pai nos concedeu: sermos chamados filhos de Deus, o que de fato somos! Por isso o mundo não nos conhece, porque não O conheceu“. (I Jo. 03:01)
video
I can only imagine (Eu só posso imaginar)
by Mercy Me, with Team Hoyt's history movie
(Tradução Textual)


video
I can (Eu posso)
A História de Dick e Rick Hoyt
"E conhecer o amor de Cristo que excede todo conhecimento, para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de Deus”. (Ef. 03:19)

25 de outubro de 2010

PRINCÍPIOS DA PALAVRA DE DEUS versus ELEIÇÕES 2010 (5)


Esclarecendo o que é o PL 2654/2003 e porque a FAMÍLIA ABENÇOADA JAREMENKO é contra

O PL 2654/2003 (Lei da Palmada) é um Projeto de Lei da Câmara dos Deputados, de autoria da Deputada Federal Maria do Rosário Nunes (PT-RS). Dispõe sobre alteração do Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA, e do Novo Código Civil, estabelecendo o direito da criança e do adolescente a não serem submetidos a qualquer forma de punição corporal, mediante a adoção de castigos moderados ou imoderados, sob a alegação de quaisquer propósitos, ainda que pedagógicos, e dá outras providências.

Ora, somos contra todo e qualquer tipo de violência. Como cristãos, seguimos a doutrina bíblica para a educação de filhos, onde, além de exemplos a serem seguidos, encontramos na Bíblia conselhos tais como:

Porém, o que temos na proposição em questão é o estabelecimento de um precedente perigoso, onde os pais deixam de exercer a hierarquia sobre os filhos, passando essa a ser exercida pelo Estado.

Temos tido exemplos práticos, desde que o ECA passou a vigorar, de jovens delinquentes argumentando com pais e professores de que esses não têm domínio sobre eles e que não podem fazer nada para dominá-los. Não queremos de forma alguma tirar o mérito do Estatuto, porém, não podemos permitir que a Lei seja interpretada de forma a dificultar que a família discipline seus entes ainda em processo de formação de caráter.

Qual mãe ou pai ou qualquer adulto responsável que, diante de uma criança, sem noção de perigo, na iminência de enfiar o dedo em uma tomada, não lhe socorreria e chamaria a atenção? E se tal criança teimasse na ação de enfiar o dedo na tomada, não exitaria em lhe dar um tapinha na mão para que ela sentisse que aquilo era uma ação perigosa, que causaria dor? Qual adulto não imporia limites visando a preservar a integridade daquele infante?

Temos visto e ouvido especialistas, sejam pedagogos, sejam psicólogos, alertarem para a necessidade de impor limites e isso para o bem de nossos filhos.

O que o PL 2654/2003 propõe é a estatização da educação de nossos filhos. Cria-se um grave precedente. Dai para frente, o que poderemos esperar? Se disserem que os pais não devam ensinar a Palavra de Deus a seus filhos, qual o futuro que nos restará?

O PL 2654/2003 também propõe que o Estado promova uma reforma curricular que inclua um tema transversal referente aos direitos da criança, nos moldes dos Parâmetros Curriculares Nacionais. Ora, como nossos filhos voltarão de uma aula, onde eles serão ensinados a questionar a hierarquia paterna e materna?

A FAMÍLIA ABENÇOADA JAREMENKO decide seguir os conselhos da Palavra de Deus:
"Até a criança mostra o que é por suas ações; o seu procedimento revelará se ela é pura e justa". (Pv. 20:11)
"Não evite disciplinar a criança; se você a castigar com a vara, ela não morrerá. Castigue-a, você mesmo, com a vara e assim a livrará da sepultura". (Pv 23:13-14)
"Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles". (Pv. 22:06)
Ana Mônica & Daniel Jaremenko.
Direitos reservados ©2010.

PRINCÍPIOS DA PALAVRA DE DEUS versus ELEIÇÕES 2010 (4)


Esclarecendo o que é o PL 2285/2007 e porque a FAMÍLIA ABENÇOADA JAREMENKO é contra

PL 2285/2007 (Estatuto das Famílias) é um Projeto de Lei da Câmara dos Deputados, de autoria do Deputado Federal Ségio Barradas Carneiro (PT-BA). Propõe a desconstrução do conceito de heterogeneidade e do conceito de família segundo o cristianismo.

Em seu art. 68, trata da união homoafetiva, propondo adoção de filhos por casais homoafetivos.

Ora, a Constituição Federal reconhece, através de seu art. 226,  § 3º, que 'casal' é formado por 'homem e mulher'.

O Pr. Silas Malafaia fez as seguintes citações em audiência pública da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados:

"Nenhuma sociedade é mais forte que os laços de suas famílias. E a fortaleza de famílias está baseada na relações heterossexuais. Toda história da humanidade está sustentada nisso. Só a família pode perpetuar a espécie, através da relações heterossexuais. Ninguém nasce homossexual. Homossexualismo é um comportamento aprendido, adquirido".
"A criança faz diferenciação entre ela e a mãe a partir da figura paterna. A criança faz uma ruptura entre ela e o mundo a partir da figura paterna [figura masculina]".
"A sociedade que não tem limites autodestrói-se".
"Discordar não é o mesmo que discriminar".
(Silas Malafaia, Pastor e Psicólogo Clínico)

Confiram nos vídeos abaixo:
video

video

"A sociedade que reconhece o casamento entre pessoas do mesmo sexo está dando o passo decisivo para a extinção da espécie humana".
Ana Mônica & Daniel Jaremenko.
Direitos reservados ©2010.


PRINCÍPIOS DA PALAVRA DE DEUS versus ELEIÇÕES 2010 (3)


Esclarecendo o que é o PNDH-3 e porque a FAMÍLIA ABENÇOADA JAREMENKO é contra

O PNDH-3 é o Decreto n.º 7.037, de 21 dez. 2009 (publicado no D.O.U., Seção 1, pág. 17-36, em 22 dez. 2009), atualizado pelo Decreto n.º 7.177, de 12 maio 2010 (publicado no D.O.U., Seção 1, pág. 06-06, em 13 maio 2010). É o Plano Nacional de Direitos Humanos, proposto pelo atual Presidente da República, Sr. Luiz Inácio Lula da Silva e por seu ministério, tendo entrado em vigor a partir de sua publicação.
 
Temos entendido, como vários líderes cristão evangélicos também têm entendido, que o PNDH-3 promove a descriminalização do aborto, a profissionalização da prostituição, a censura, a desconstrução do conceito cristão de FAMÍLIA e do conceito de heteronormatividade, a promoção ao homossexualismo. Entendemos que tudo isso é contrário aos Princípios da Palavra de Deus.
 
As informações a seguir têm como referência a versão publicada pelo Ministério da Justiça.
 
Ana Mônica & Daniel Jaremenko.
Direitos reservados ©2010.
 
***
 
Nas páginas 91-92, lê-se como segue:
[...]
g) Considerar o aborto como tema de saúde pública, com a garantia do acesso aos serviços de saúde. (Redação dada pelo Decreto nº 7.177, de 12.05.2010).
Recomendação: Recomenda-se ao Poder Legislativo a adequação do Código Penal para a descriminalização do aborto.

h) Realizar campanhas e ações educativas para desconstruir os estereótipos relativos às profissionais do sexo.
Parceiros: Ministério da Educação; Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos

[...]

***

Na página 143, lê-se como segue:
[...]
g) Implementar mecanismos de monitoramento dos serviços de atendimento ao aborto legalmente autorizado, garantindo seu cumprimento e facilidade de acesso.
[...]

***

Na página 212-213, lê-se como segue:
[...]
179. Apoiar a alteração dos dispositivos do Código Penal referentes ao estupro, atentado violento ao pudor, posse sexual mediante fraude, atentado ao pudor mediante fraude e o alargamento dos permissivos para a prática do aborto legal, em conformidade com os compromissos assumidos pelo Estado brasileiro no marco da Plataforma de Ação de Pequim.
[...]
185. Apoiar programas voltados para a defesa dos direitos de profissionais do sexo.
[...]

***

Nas páginas 98-100, lê-se como segue:
[...]
b) Apoiar projeto de lei que disponha sobre a união civil entre pessoas do mesmo sexo.


Recomendação: Recomenda-se ao Poder Legislativo a aprovação de legislação que reconheça a união civil entre pessoas do mesmo sexo.

c) Promover ações voltadas à garantia do direito de adoção por casais homoafetivos.


Recomendações:
  • Recomenda-se ao Poder Judiciário a realização de campanhas de sensibilização de juízes para evitar preconceitos em processos de adoção por casais homoafetivos.
  • Recomenda-se ao Poder Legislativo elaboração de projeto de lei que garanta o direito de adoção por casais homoafetivos.

d) Reconhecer e incluir nos sistemas de informação do serviço público todas as configurações familiares constituídas por lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT), com base na desconstrução da heteronormatividade.



e) Desenvolver meios para garantir o uso do nome social de travestis e transexuais.


Recomendação: Recomenda-se aos estados, Distrito Federal e municípios a promoção de ações que visam a garantir o uso do nome social de travestis e transexuais.

f) Acrescentar campo para informações sobre a identidade de gênero dos pacientes nos prontuários do sistema de saúde.

Responsável: Ministério da Saúde

g) Fomentar a criação de redes de proteção dos Direitos Humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT), principalmente a partir do apoio à implementação de Centros de Referência em Direitos Humanos de Prevenção e Combate à Homofobia e de núcleos de pesquisa e promoção da cidadania daquele segmento em universidades públicas.


Parceiro: Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos

h) Realizar relatório periódico de acompanhamento das políticas contra discriminação à população LGBT, que contenha, entre outras, informações sobre inclusão no mercado de trabalho, assistência à saúde integral, número de violações registradas e apuradas, ocorrências de violações, dados populacionais, de renda e conjugais.



[...]

***

Na página 210, lê-se como segue:
[...]
Orientação Sexual
114. Propor emenda à Constituição Federal para incluir a garantia do direito à livre orientação sexual e a proibição da discriminação por orientação sexual.
115. Apoiar a regulamentação da parceria civil registrada entre pessoas do mesmo sexo e a regulamentação da lei de redesignação de sexo e mudança de registro civil para transexuais.
116. Propor o aperfeiçoamento da legislação penal no que se refere à discriminação e à violência motivadas por orientação sexual.
117. Excluir o termo ‘pederastia’ do Código Penal Militar.
118. Incluir nos censos demográficos e pesquisas oficiais dados relativos à orientação sexual.
[...]

***

Na página 213, lê-se como segue:
[...]
185. Apoiar programas voltados para a defesa dos direitos de profissionais do sexo.
[...]

***

Na página 219, lê-se como segue:
[...]
343. Apoiar programas voltados para a proteção da saúde de profissionais do sexo.
[...]

***

Na página 63, lê-se como segue:
[...]
q) Apoiar o acesso a programas de saúde preventiva e de proteção à saúde para profissionais do sexo.
 
[...]

***

Na página 69, lê-se como segue:
[...]
n) Garantir os direitos trabalhistas e previdenciários de profissionais do sexo por meio da regulamentação de sua profissão.

[...]

***

Nas páginas 193-194, lê-se como segue:
[...]
Curto Prazo
78. Propor legislação proibindo todo tipo de discriminação, com base em origem, raça, etnia, sexo, idade, credo religioso, convicção política ou orientação sexual, e revogando normas discriminatórias na legislação infra-constitucional, de forma a reforçar e consolidar a proibição de práticas discriminatórias existente na legislação constitucional.
[...]

***

Na página 210, lê-se como segue:
[...]
[...]

PRINCÍPIOS DA PALAVRA DE DEUS versus ELEIÇÕES 2010 (2)


Esclarecendo o que é o PLC 122/2006 e porque a FAMÍLIA ABENÇOADA JAREMENKO é contra

PLC 122/2006 (Lei da Mordaça) é um Projeto de Lei da Câmara dos Deputados, de autoria da ex-Deputada Federal Iara Bernardi (PT-SP) e cuja relatora atual é a Senadora Fátima Cleide (PT-RO). O PLC 122/2006 propõe criminalizar toda e qualquer manifestação contrária ao homossexualismo e suas práticas.

Ora, tal proposição fere o direito constitucional que cada cidadão tem de, livremente, manifestar-se, expressar-se e opinar sobre qualquer tipo de conduta moral, tema social ou comportamento humano. O PLC 122/2006 cerceia o direito constitucional fundamental que temos de liberdade de consciência, crença e culto.

Ao afirmar que toda e qualquer manifestação contrária ao homossexualismo (incluindo aqui sermões e textos bíblicos que se posicionam contra as práticas homossexuais) constitui-se em crime de homofobia, isto é, violência contra os homossexuais, o Projeto está a estabelecer no Brasil o mais terrível tipo de legislação penal, típico de Estados totalitários: os crimes de mera opinião.

Repudiamos, veementemente, tal tentativa de censura e limitação das liberdades individuais e coletivas, pois manifestar-se contrariamente - sem violência - a respeito de um comportamento nada mais é do que o exercício constitucional, legítimo e legal do direito de liberdade de consciência e crença. Tal proposição legislativa, por ser de natureza penal e não simplesmente civil, demonstra-nos que o objetivo não é combater a violência contra os homossexuais, mas sim impor tal condição a todos e torná-la imune de críticas ou de posicionamentos contrários. A idéia do PLC 122/2006 não é conscientizar ou incluir; a idéia é "colocar na cadeia" qualquer do povo que seja contrário ao homossexualismo e que manifeste essa opinião moral e de consciência. Isso nos resta claro, tendo em vista o projeto de lei ser de natureza criminal. Se assim não fosse, nós nos solidarizaríamos e apoiaríamos tal iniciativa legislativa, porque também somos contra toda e qualquer tipo de violência.

Entendemos que nosso ordenamento jurídico, seja através da Constituição Federal, seja através das demais leis ordinárias ou complementares deste país, já contemplam as reivindicações de proteção que os adeptos do PLC 122/2006 buscam implementar. Já temos leis suficientes a serem usadas contra atos de violência, seja física, psicológica ou moral.

Por qual razão, então, se querer privilegiar um grupo específico, concedendo-lhe super-direitos? Afinal, todos são iguais perante a lei. E se há necessidade de maior proteção a um grupo específico, que se criem políticas públicas de atendimento e não leis penais que visam colocar o restante da sociedade na cadeia!

Ana Mônica & Daniel Jaremenko.

Direitos reservados ©2011.

PRINCÍPIOS DA PALAVRA DE DEUS versus ELEIÇÕES 2010 (1)


Esta é uma semana decisiva. A última que cada cidadão brasileiro tem para parar e refletir em que direção o Brasil deve caminhar. Só há dois caminhos a percorrer e cada cidadão deverá escolher apenas um. A campanha deste ano tem sido marcada com uma participação mais ativa e consciente do eleitor, questionando os candidatos sobre seus princípios, sobre o que realmente acreditam, sobre questões mais profundas do que somente projetos ou promessas superficiais.

Este blog já declarou que apóia toda e qualquer opinião coerente com a Bíblia. Repudiamos toda e qualquer opinião que não tenha fundamentação bíblica e que fira os Princípios da Palavra de Deus.

A questão principal nessas eleições não é "em quem votar", mas "por que votar em alguém". Seja qual for o candidato escolhido pelo sufrágio, o critério que justifica a escolha deve estar bem claro para cada eleitor.

Em meio a tantas denúncias de corrupção, boatos, censuras, mentiras e até atos de violência, assuntos mais dignos de serem debatidos foram menos explorados e até abafados. Assuntos que realmente importam e que revelam as intenções dos partidos e candidatos envolvidos nesse pleito. Dedicaremos as próximas reflexões para esclarecer alguns pontos que merecem mais atenção por parte de cada cidadão brasileiro preocupado com o futuro de nossa nação e que deseja que sua descendência herde um país que tenha como fundamento de suas leis os Princípios da Palavra de Deus.
“Como é feliz a nação que tem o Senhor como Deus, o povo que Ele escolheu para Lhe pertencer!” (Sl. 33:12)
Ana Mônica & Daniel Jaremenko.
Direitos reservados ©2010.

9 de outubro de 2010

HERANÇA OU LENTILHAS? VOCÊ ESCOLHE...


Certa vez, quando Jacó preparava um ensopado, Esaú chegou faminto, voltando do campo, e pediu-lhe: "Dê-me um pouco desse ensopado vermelho aí. Estou faminto!" Por isso, também foi chamado Edom.
Respondeu-lhe Jacó: "Venda-me primeiro o seu direito de filho mais velho".
Disse Esaú: "Estou quase morrendo. De que me vale esse direito?"
Jacó, porém, insistiu: "Jure primeiro". Ele fez um juramento, vendendo o seu direito de filho mais velho a Jacó.
Então, Jacó serviu a Esaú pão com ensopado de lentilhas. Ele comeu e bebeu, levantou-se e se foi.
Assim Esaú desprezou o seu direito de filho mais velho.
Gn. 25:29-34

Muitas vezes, nossas necessidades fisiológicas nos impelem a aceitar uma oferta que parece resolver nosso problema. Que sacia nossa fome naquele momento. Às vezes, até ponderamos e chegamos à conclusão de que os fins justificam os meios.

No espaço e no tempo em que viviam Esaú e Jacó, a condição de filho mais velho era um privilégio. Um privilégio que só um poderia usufruir. Nem mesmo sendo irmão gêmeo, o outro teria direito à herença que caberia ao primeiro que rompesse o útero materno. E herança era muito mais do que bens materiais. Implicava em ser abençoado, receber palavra de vitória e prosperidade. Uma bênçao incomparável.

Esaú era o primogênito, o filho mais velho, aquele que herdaria o melhor. Contudo, em um momento de fome, cedeu à chantagem de seu irmão gêmeo, Jacó. Este era o segundo na linha de hereditariedade. Podemos até questionar o comportamento de Jacó, por chantagear seu irmão. Mas, temos que reconhecer que ele valorizou ao que Esaú não deu nenhum valor: o direito de primogenitura, de filho mais velho.

Para mim, lentilha é uma leguminosa muito saborosa. Gosto de arroz com lentilhas, ensopado de lentilhas, lentilhada (lentilha com bacon, linguiça e carne de porco), etc. Lentilha também é um alimento muito saudável. Tem fibras, vitamina C, sais minerais e não possui gordura (BRASIL ESCOLA).

Na hora da fome, nossa tendência é não questionar e aceitar o que nos é oferecido. Não nascemos para sentir fome. A fome é um mal que tem afligido milhões de pessoas em todo o mundo. Faz doer o estômago, os olhos, a alma.

Jesus também teve ofertas tentadoras em momento de muita fome, após ter jejuado por 40 dias e 40 noites (Mt. 04:01-11). Mas, Jesus não abriu mão da Palavra de Deus, não aceitou as ofertas de Satanás. Jesus não desprezou seu direito de Filho mais velho. Ele não negociou os Princípios de Deus. Esses são inegociáveis!

Não negociar, não ceder à chantagem quando estamos passando por extrema necessidade exige que coloquemos nossa em prática. Lembrar que
fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos. (Hb. 11:01)

No tempo do profeta Elias, quando há 3 meses não chovia em Israel, este pediu pão à viúva de Sarepta. Ela não tinha o suficiente nem para ela e nem para seu filho. Porém, ela obedeceu aos Princípios de Deus, dividindo o pouco que lhe restava com o profeta, pois crera na provisão divina (I Re. 17:07-16).
 
E então? Na hora da necesidade, diante de algo que parece ser uma bênção, diante de algo que pensamos que será usado para beneficiar ao Reino de Deus, o que faremos? O que escolheremos? Herança ou lentilha?

Na história de Esaú e Jacó, Isaque, o pai, abençoou Jacó com uma bênção excepcional. Quando Esaú chegou, seu irmão já havia sido abençoado em seu lugar (Gn. 27). Esaú sentiu profunda frustração. Restou a Esaú somente uma coisa:

Esaú pediu ao pai: "Meu pai, o senhor tem apenas uma bênção? Abençoe-me também, meu pai!" Então chorou Esaú em alta voz." (Gn. 27:38)
Nossa oração:

Senhor, não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, porque Teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém. (Mt. 06:13)
Ana Mônica & Daniel Jaremenko.
Direitos reservados ©2010.
 

8 de outubro de 2010

A REPREENSÃO AOS SACERDOTES




Há um tremendo perigo em ser parcial ao ministrar a Lei, ao ensinar a Palavra de Deus. Imenso abismo se abre diante de quem manipula a Palavra de Deus visando conveniências.

Mas, se há arrependimento, mudança de atitude, o Senhor transforma a maldição em bênção, como fez com a cidade de Nínive, no tempo do profeta Jonas.
"E agora esta advertência é para vocês, ó sacerdotes. Se vocês não derem ouvidos e não se dispuserem a honrar o Meu nome", diz o Senhor dos Exércitos, "lançarei maldição sobre vocês, e até amaldiçoarei suas bênçãos. Aliás, já as amaldiçoei, porque vocês não Me honram de coração.
Por causa de vocês, Eu destruirei a sua descendência; esfregarei na cara de vocês os excrementos dos animais oferecidos em sacrifício em suas festas e lançarei vocês fora, com os excrementos. Então, vocês saberão que fui Eu que lhes fiz esta advertência para que a minha aliança com Levi fosse mantida", diz o Senhor dos Exércitos.
[...]
Porque os lábios do sacerdote devem guardar o conhecimento, e da sua boca esperam a instrução na Lei, porque ele é mensageiro do Senhor dos Exércitos. Mas, vocês se desviaram do caminho e pelo seu ensino causaram a queda de muita gente; vocês quebraram a aliança de Levi", diz o Senhor dos Exércitos.
Por isso, Eu fiz que fossem desprezados e humilhados diante de todo o povo, porque vocês não seguem os meus caminhos, mas são parciais quando ensinam a Lei."
Ml. 02:01-09
"Tendo em vista o que eles fizeram e como abandonaram os seus maus caminhos, Deus se arrependeu e não os destruiu como tinha ameaçado".
Jn. 03:10
Por Ana Mônica Jaremenko.
Direitos reservados ©2010.

QUESTÃO INEGOCIÁVEL


O Caçador e o urso¹
Fábula Russa

Um caçador estava mirando um urso quando o urso falou:
- "Não é melhor falar do que atirar? O que é que você quer? Vamos negociar."
Baixando a espingarda o caçador falou:
- "Eu quero um casaco de pelo de urso para me cobrir."
- "Bom, esta é uma questão negociável" falou o urso. "Eu apenas quero um estômago cheio. Vamos negociar."
Depois de algum tempo falando, o urso voltou sozinho para a floresta. As negociações foram um sucesso. Cada um recebeu o que queria. O urso conseguiu seu estômago cheio e o caçador ficou coberto de pelo de urso. 
Então, Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo. Depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome. O tentador aproximou-se dele e disse: "Se és o Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães".
Jesus respondeu: "Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus".
Então, o Diabo o levou à cidade santa, colocou-o na parte mais alta do templo e lhe disse: "Se és o Filho de Deus, joga-te daqui para baixo. Pois está escrito: 'Ele dará ordens a seus anjos a seu respeito e com as mãos eles o segurarão, para que você não tropece em alguma pedra.'"
Jesus lhe respondeu: "Também está escrito: 'Não ponha à prova o Senhor, o seu Deus'"
Depois, o Diabo o levou a um monte muito alto e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e o seu esplendor. E lhe disse: "Tudo isto te darei, se te prostrares e me adorares".
Jesus lhe disse: "Retira-te, Satanás! Pois está escrito: Adore o Senhor, o seu Deus, e só a ele preste culto'."
Então, o Diabo o deixou e os anjos vieram e o serviram.
Mateus 04:01-11


1 de outubro de 2010

EM QUEM VOCÊ NÃO DEVE VOTAR¹



Reproduzimos, abaixo, artigo do Ap. César Augusto, porque concordamos com seus conselhos nesse texto, equilibrado, embasado nos ensinamentos bíblicos. Apoiamos toda e qualquer opinião coerente com a Bíblia.  Repudiamos toda e qualquer opinião que não tenha fundamentação bíblica e que fira os Princípios de Deus.


Família Abençoada Jaremenko
Daniel Jaremenko & Ana Mônica Jaremenko


Ap. César Augusto Machado de Sousa

"Esta é a última coluna que escrevo antes do momento decisivo para todos nós, eleitores. Daqui a cinco dias iremos escolher os próximos presidente e governador e formar as Assembleias Estaduais e o Congresso Federal. Esse é, como venho dizendo, um momento histórico e definitivo. É um momento de traçar as linhas para desenhar o nosso futuro e por isso é necessário pensar e refletir sobre nossa decisão.

Não vim defender nenhum candidato nem fazer campanha para ninguém. Não é esse o papel que quero desempenhar nesse momento. Quero refletir com você, caro leitor, sobre as ferramentas e os critérios que temos para a nossa escolha.

Os magistrados brasileiros não entraram em acordo com relação à Lei Ficha Limpa, mas não precisamos da anuência do judiciário para colocar a lei em prática. Vamos exercitar a memória e valorizar aqueles que valorizam o próprio nome. Se todo cidadão de bem sabe que é preciso manter-se longe da marginalidade para preservar a reputação, quanto mais aqueles que são homens e mulheres públicos! Você sabia que há pessoas que insistem em ocupar cargos públicos simplesmente para fugirem das regras da justiça comum que pesam sobre todos os brasileiros? Para quê compactuar com esses agressores da moral? Está em nossas mãos sanear a política brasileira. Se a índole individual é um requisito que precisa ser observado, que diremos dos preceitos e da ideologia que os candidatos defendem?

Caro leitor, você e eu não devemos votar naqueles candidatos que são favoráveis ao aborto. Ser favorável ao aborto é desvalorizar a vida, é se voltar contra o mais fraco, contra aquele que precisa de proteção. Uma nação que legaliza o infanticídio assume a truculência e pode perder de vez a esperança de ser uma nação pacificada. O aborto é um culto à morte, é um atentado contra o futuro. Apoiar o aborto com ideias ou com o voto, a meu ver, é tornar-se cúmplice desse crime hediondo.

Encorajo você, eleitor, a ser contra e portanto não colaborar com aqueles que pregam a liberação da droga, seja qual for. Um dos motivos do agravamento da violência em nossa sociedade foi justamente a mudança da lei que permite que o viciado se drogue impunemente. Ao se classificar como crime apenas o tráfico e não o uso, o legislador prestou um desserviço ao país, já que a lei fez com que o traficante pulverizasse sua rede de distribuição, viciando pequenos revendedores que passam a comercializar a droga em pequenas porções. Flagrados pela polícia, os viciados assumem a posse do narcótico para o uso e nada pode ser feito. Outro viés dessa análise é de que, sem o risco de ir pra cadeia, cada vez mais pessoas, sobretudo adolescentes e jovens, rendem-se à curiosidade e acabam retidas nas teias do vício. O crack, a pior das drogas, acorrenta uma vida já no primeiro contato. Agora imagina o que seria da nossa sociedade se a maconha e correlatos começassem a ser vendidos em qualquer esquina? Se além de não ser crime a droga fosse estimulada,viveríamos um cenário apocalíptico.

Não vote naqueles candidatos que sugerem o controle da liberdade de expressão, seja na imprensa, seja nas escolas, nas igrejas, nas ruas. A liberdade é um princípio inerente do desenvolvimento humano. Evoluímos na velocidade do pensamento comunicado. É por meio da reflexão, do raciocínio, do exercício intelectual que o ser humano progride, encontra soluções. E é preciso partilhar por meio da fala, da escrita, da arte, da troca de ideias, da argumentação aquilo que produzimos com a nossa inteligência. Os anos negros da história aconteceram justamente pela repressão, pela falta de liberdade. Se quisermos ser uma nação desenvolvida, avançada, precisamos defender a liberdade. A Bíblia está repleta de referências sobre o livre arbítrio e sobre como Deus preza a nossa liberdade. Se para Deus, nosso direito de escolha é intocável, para nós deve ser algo a ser defendido a todo custo. Não vote em quem não pensa assim.

Sugiro que você, com seu voto, defenda os valores da família e simplesmente refute toda proposta que ameace a célula primordial de nossa sociedade. Crianças se tornam adultos saudáveis quando vivem em lares estruturados. Lares estruturados são aqueles em que casais se respeitam, vivem em harmonia, em relações duradouras. Projetos que institucionalizam a desordem familiar merecem um forte e austero “não” nas urnas. Caro leitor, seja contra a união homossexual porque esta não é a base para uma família. Todos nós devemos respeitar todas as pessoas e lembrar que prezamos o livre arbítrio de cada um, no entanto, institucionalizar a relação homossexual é golpear a já fragilizada noção de família. É preciso resgatar os valores familiares e podemos fazer isso no voto.

Seja responsável com o seu voto, caro eleitor. Seja consciente sobre as questões polêmicas que tangem a vida da nação. Participe da escolha do país em que você quer viver, participe declarando por meio de suas escolhas nessa eleição qual ideia você defende, qual o futuro quer para seus filhos e os que vierem depois da sua geração."


A SEARA - dez. 2013

Revista Central Gospe Shopping, v. 01, n. 01. jul-out, 2013.

Estamos revendendo produtos da Editora Central Gospel. pedidos acima de R$ 45,00 (quarenta e cinco reais) podem ser pacelados em até 3x s/ juros no cartão. Pagamento via PagSeguro. Efetue seu pedido online clicando -> aqui.

O que você tem feito pelo Reino de Deus? O que você tem feito pelo evangelho?

BLESSED BONS NEGÓCIOS - Em Goiânia e região.

CONTATO PARA ANÚNCIOS: (62) 8403-2477 - blessed.bonsnegocios@gmail.com

O que você tem feito pelo Reino de Deus? O que você tem feito pelo evangelho?

Marcadores em Reflexões (Tags)

11 de setembro 12.303/10 1517 2011 2013 3 anos 8 de abril Aba abaixo-assinado abencoar abismo aborto Abraao abraco abrangencia acao de gracas acessibilidade adocao adoção adolescente adoracao adorar adversidade After a while agenda aiatola Ala alimento ALVAREZ Alzira Pereira da Silva AMAI amaldicoar amigo amizade amor Anatoly Anatoly Jaremenko aniversario anjo Anne Graham antigo apaixonado por livros aparencia Apocalipse apostasia apple aprovacao areia arraiá arraial arrebatamento arrependimento arte arvore Arvore da Vida Asaph Borba Assembleia de Deus assinatura atitude ativismo ativista autoridade avivamento avo Ayatolla Azuza Babel baby boomers balanco bambu banquinho batismo Batista bem bencao BERALDO bereano Biblia bicicleta biografia blogosfera Boas Novas Bombeck borboleta BRASIL Brasilia Bristol bule bullying buscar cabelo caçador cadeira cafe Caio Fabio calcada calendario Camara caminhada caminho campanha cancer careca caridade Carolsfeld carta Casa da Biblia Online Casa do Pedro casamento castigo casulo catedrais catedral catolica ceia censura centenario Cesar Augusto Machado de Sousa ceu China chip cidadania cidadao cidade Ciencias Biblicas clamar clamor Clayton O'Lee colheita COLLIER Comfort comida comportamento comprometido comunhão comunista concurso Confederacoes conflito de geraçoes conhecimento conjuge consciencia constitucional Constituicao construir consumo conto convercao conversão convite Copa coracao corpo crenca criacao crianca criança crise crista cristao cristianismo Cristo Cronicas crucificacao cruz culpa culto cultura cup cura Daniel Berg Daniela Araujo death decisao Decreto n.º 7.037 Decreto n.º 7.177 Depois de um tempo depressao Deputado desafio descendencia Deus dia Dia da Biblia Dia das Maes Dia dos Pais Diabo diferenca Dilma Rousseff dinheiro direito discipulado discipulo divorcio doacao dom domingo Dominical dons dor doutrina droga DUBLÍN duvida e-book Ebenezer ebook ECA Eclesiastes educacao eleicao eleicao 2010 eleicoes eleitor Elias encontro ensino entrevista equilibrio Esau escola escolha Escritura Escrituras esperanca esperança Espirito Espirito Santo espiritual esposo estadio estatuto estigma evangelho evangelico evangelism evangelismo evangelizacao evangelização evento exposicao Expositor Fabio Sousa Facebook Faleiro falencia familia família fe FENASP festa ficha limpa figueira filha filho filme financeiro foco fome Fonte da Vida formador fracasso frase Freitas futefol gangorra gay gentileza genyil geracao geracoes Gilberto Carvalho Goiania Goiânia Goiania Leste Goias Goiás Gomes GONÇALVES gospel GPS graca gratidao gratuito gravidez Greenbelt guerra Guia-me Gunnar Vingren habito Hagar HEERDEN hell hemocentro heranca herança heterogeneidade heteronormatividade Hiroshima historia Hitler holocausto homem homenagem homofobia homossexual homossexualidade homossexualismo hora hospitalidade Içami Tiba ide Igreja ilustracao IMCG Imperatriz inclusao inferno informacao inimigo iniquidade insana instantaneo insuportavel internet interrogacao intimidade investimento invisivel iphone Ira Isaque JACKMAN Jaco Janta jardim Jaremenko JaremenkoFamily jejum Jeovah Jireh Jericó Jesus Joao Joaquim de Paula Rosa jogo Judas judeu julgar justica kairos Katy Perry Khamenei kit Kivitz KLIMT lagarta Lei Lei Federal 10.335 Lei n.º 12.303/10 leitura lentilhas Leste letter LGBTT Liane ALVES liberdade liberdade de expressao Lilian Divina Leite limite lingua linguas literatura Livres para Adorar livro loja Lost louvor Luaran Lins Lucas Lutero luz maconha mae maes Magno Malta mal Malafaia maldicao mandamento manifestacao manual Maranhão marca Maria do Rosario Nunes Marisa Lobo Franco Ferreira Alves maternidade medo medula mendigo Menestrel mensagem Messias mestre metamorfose metodismo Metodista milagre ministerio miojo misericordia missao missionario Mizrahi Moacir Reis montanha moral mordaca morte most mostarda muculmano mudanca mulher musica nacoes Nadarkhani nascer Natal necessidade negociar negocio negra negro neta neto nome Nora Lam novo Novo Codigo Civil Novo Jeito obra obreiro ocultismo Olimpiada Olivares ONU opiniao oracao orar orelhinha ouvido Pablo pai pais paixao Palavra Palavra de Deus Pantene pao papa Para Para salvar uma vida parabola paradigma Pascoa Pastor Pastoral paz pecado pecador pedir pedra Pedro peixe pensamento pequenino perdao perdido PEREIRA pesca pescaria peticao PL 2285/2007 PL 2654/2003 Plano Nacional de Direitos Humanos PLC 122/2006 PNDH PNDH-3 pobre poema poesia politica politico ponte porta Portas Abertas povo precipicio presente Principio Principios prioridade privilegio prodigo professor profissao Programa Vitoria em Cristo programacao projeto promessa proposito prospero prostituicao protecao protestante protestantismo prova proximo publica publicano qualidade racismo ramada rastro reavaliar Rebekah Camara recompensa rede redes sociais reflexao reforma Reino Reino de Deus relacionamento religiao remedio Renata Maria renuncia repreensao repressão ressurreicao resultado revelacao Revelation Rick Warren Rob Bell rock romance romantico Ruben Mukama sabedoria sabio sacerdote sacrificio sal salvacao Salvador salvar sangue Santo Satanas saude SBB seguro semeador semente seminario Senado Senhor Sergio Barradas Carneiro Serie Biblia e Arte servo Severo sexo sexualidade Shakespeare Sharia Shoffstall shopping sociedade solteiro solucao solucoes song sorteio Spurgeon Steve Jobs Strongholds sucesso suicidio Sung Neng Yee sustentabilidade sustento teatro templo tempo tentado tentador tese tesouro Testamento teste testemunho Tiananmen tolerancia trabalho traducao traicao transformacao transgressão trem Tributo tubarão TV twitter uniao homoafetiva unidade urso vaca Vai valer a pena valer valor vereda Víctor vida vida crista video violencia violino Voa Flor voto Watkins Wesley Wittemberg xenofobia YouTube YouVersion Zaqueu

O que você tem feito pelo Reino de Deus? O que você tem feito pelo evangelho?